Memórias de Infância

Carousel imageCarousel imageCarousel image

Memórias de Infância

As fotografias e as memórias de infância são base para esta série de aproximadamente 10 telas e estudos realizados no ano de 2012. São uma coleção de imagens, que traduzem duas infâncias distintas, em memórias que as unificam no fluxo da execução e na poética desses trabalhos. As imagens de crianças posadas para fotografias e situações do cotidiano, registrado na maioria por câmeras populares nas décadas de 70 e 80, o universo infantil remontado de maneira lúdica, com pinceladas soltas do que pode ser uma infância iluminada. Evocando poemas de Manoel de Barros que descrevem a infância de maneira singela e fantástica.

Como um pequeno álbum de fotografias inventado.

Há um fluxo na criação destes trabalhos que irá determinar o processo dos anos posteriores. As telas, em sua maioria são pintadas em um dia após estudos prévios. A maneira rápida de explorar o objeto de estudo retém a materialidade do instante, dos elementos interpretados pela visão do registro fotográfico. Figuras que retratam mais a cena do que personagens. Contam histórias comuns a todos, algo familiar nas poses de retratos, das cenas de aniversários e nas brincadeiras. A maneira e o gesto das pinturas conduzem a uma realidade levemente dúbia em relação à condição dos personagens, onde há um paralelo entre o que é retido de forma real e o que se apaga, ou se deforma, pela memória.


menina no balanço, 60 por 40 centímetros, acrílica sobre tela, 2012.


"A maneira e o gesto das pinturas conduzem a uma realidade levemente dúbia em relação à condição dos personagens, onde há um paralelo entre o que é retido de forma real e o que se apaga, ou se deforma pela memória."