Matéria Escura

Carousel imageCarousel imageCarousel image

Matéria Escura

A estranha subjetividade que reside na iluminação das figuras produzidas nas xilogravuras aponta para muitos caminhos possíveis dentro da prática do entalhe da madeira. De origem chinesa e difundida para muitos lugares do mundo com processos e técnicas parecidas, embora é claro, com diferentes resultados e aprimoramentos. No Brasil, é tradicionalmente conhecida pelo Cordel feito no nordeste do país. Hoje, muitas técnicas possíveis misturam estilos diferentes de explorar as nuances da madeira.

Nestes trabalhos que se iniciaram em 2014, a evidência da luz e dos contornos, delineiam crianças, paisagens, gatos, entre outros motivos, como aparições numa noite escura. São figuras trabalhadas de forma simples, sem adereços ou requintes de execução.

O lugar onde residem essas figuras pode ser um não-lugar, o manto da escuridão que cobria os desastres da guerra nas gravuras de Goya, ou o universo sombrio de Munch, hoje pode revelar seres por vezes infantis, mas que não deixam de carregar em si um enigma, a subjetividade banhada na luz dessa técnica característica. Figuras que expressam um retrato dúbio de sua condição.



"O lugar onde residem essas figuras pode ser um não-lugar, o manto da escuridão que cobria os desastres da guerra nas gravuras de Goya, ou o universo de Munch..."